TROMBOFILIAS HEREDITÁRIAS

Resultam da deficiência de componentes que fazem parte do sistema de coagulação. Estão associadas com o tromboembolismo venoso e adversidades durante a gravidez. Estão incluídos nesta categoria:

- Fator V de Leiden
- Mutação do gene da protrombina (fator II- G20210A)  
- Deficiência da Antitrombina III  
- Deficiência da proteína C
- Deficiência da proteína S
- Mutação do gene da metilieno tetrahidrofolato redutase – C677T - (MTHFR)
- Aumento do fator VIII (estudos recentes)
- Aumento dos fatores IX e XI (estudos recentes)
- Fator XIII (Fator XIII Val-34-Leu) – estudos recentes
Polimorfismo no gene beta-cistationina sintetase
- Hiperhomocisteinemia
ESTUDO DO POLIMORFISMO 4G/5G DO PAI-1 (exame recente)
- Níveis elevados do Fator de von Willebrand (F vW) – ainda em estudo




TROMBOFILIAS ADQUIRIDAS

- Anticoagulante lúpico
- Anticorpos anticardiolipina
- Anticorpos antifosfatidilserina   
- FAN (fator antinuclear)
-  Anticorpos anti- beta-2-glicoproteína 1
- Anti-fosfatidil-etanolamina



O que é Ovodoação?
 
Ovodoação consiste em fertilizar óvulos de mulheres com idade inferior a 35 anos e transferi-los para mulheres que apresentam falência ovariana, ou seja, não estão mais produzindo óvulos; mulheres com idade avançada, que tiveram diminuição do seu potencial de fertilização; ou mulheres que são portadoras de genes determinantes de doenças severas.
 
Os casais receptores são formados por mulheres que não respondem adequadamente aos medicamentos indutores da ovulação ou perderam os ovários em cirurgias, quimioterapia ou radioterapia ou entraram na menopausa precocemente ou por serem portadoras de doenças genéticas e não querem correr o risco de transmitir aos seus filhos. 
   
O custo do tratamento e financiado pelo casal receptor, cujo valor é muito próximo do que pagariam por um ciclo de FIV normal e pelos medicamentos utilizados pela doadora até a data do teste de gravidez.  A partir desta data o casal doador assume os custos dos medicamentos, que são de baixo valor. 
 
Os doadores ficariam com um número suficiente de óvulos para ter um tratamento de FIV adequado o restante dos óvulos seria doado para os receptores, o que permite que os dois casais tenham as mesmas chances de engravidar.
 
Os casais permanecem sempre com suas identidades preservadas incógnitas entre eles. Existe um termo de consentimento informado que regulamenta e informam ambos os casais das normas a serem cumpridas pelos mesmos.
   

Quais são as regras para a ovodoação?

* A doação nunca terá caráter lucrativo ou comercial. Não se vende óvulos (nem espermatozoides); 
Os doadores não podem conhecer a identidade dos receptores e vice-versa. Obrigatoriamente será mantido o sigilo e o anonimato. A legislação não permite doação entre familiares;

* As clínicas especializadas mantêm de forma permanente um registro dos doadores, dados clínicos de caráter geral com as características fenotípicas (semelhança física), exames laboratoriais que comprovem sua saúde física e uma amostra celular.

*A escolha de doadores baseia-se na semelhança física, imunológica e na máxima compatibilidade entre doador e receptor (tipo sangüíneo etc).


Quem são as mulheres que podem doar óvulos?

As doadoras devem ter as seguintes características:
* Menos do que 35 anos de idade;
* Bom nível intelectual
* Histórico negativo de doenças genéticas transmissíveis;
* Teste negativo para doenças infecciosas sexualmente transmissíveis (hepatite, sífilis, Aids etc) e tipagem sangüínea compatível com a receptora.
* As doadoras devem ter entre 18 e 35 anos de idade.


Exames para a Doadora:

* Sorologia para sífilis.
* HIVI e II
* HTLV I e II
* Sífilis
* Chlamydea Trachomatis
* Hepatite B e Hepatite C
* Tipagem sanguínea ABO e Rh    
* Neisseria gonorréia (secreção vaginal)
* Ureaplasma urealiticum (secreção vaginal)
* Mycoplasma hominis (secreção vaginal)
* Bactérias aeróbias (secreção vaginal)
* cariótipo (análise genética)
* Ultrassom
* Histeroscopia
* Papanicolaou
* Exames hormonais (Sangue)
* Glicemia, colesterol, perfil renal e outros (se necessário)
* Avaliação psicológica e emocional
* Termo de consentimento assinado



Exames para o Parceiro da Doadora:

* Pesquisa de doenças infecciosas e DSTs: Sorologia para sífilis, HIV I e II, HTLV I e II, Hepatites B e C e outras (se necessário)
* Cariótipo para descartar problemas cromossômicos e translocações balanceadas
* Espermograma Completo
* Tipagem Sanguínea
* Avaliação psicológica e da compreensão do processo de ovodoação
* Termo de consentimento assinado
 


Exames para a Receptora:

* Sorologia para sífilis.
* HIVI e II
* HTLV I e II
* Sífilis
* Chlamydea Trachomatis
* Hepatite B e Hepatite C
* Tipagem sanguínea ABO e Rh 
* Ultrassom
* Histeroscopia
* Papanicolaou
* Mamografia (acima dos 40 anos)
* Exames hormonais (Sangue)
* Glicemia, colesterol, perfil renal e outros (se necessário)
* Avaliação psicológica e emocional
* Termo de consentimento assinado



Exames para o Parceiro da Receptora:

* Pesquisa de doenças infecciosas e DSTs: Sorologia para sífilis, HIV I e II, HTLV I e II, Hepatites B e C e outras (se necessário)
* Cariótipo para descartar problemas cromossômicos e translocações balanceadas
* Espermograma Completo
* Tipagem Sanguínea
* Avaliação psicológica e da compreensão do processo de ovodoação
* Termo de consentimento assinado




Como a Receptora escolhe a Doadora?

A clinica de reprodução humana costuma ter várias doadoras no aguardo para ser escolhidas. A receptora terá acesso ao questionário com todas as características físicas da doadora e uma foto dela quando criança. A tipagem sanguínea deve ser compatível no caso dos pais não quererem contar ao filho a maneira que foi gerado.

O termo de espera para encontrar uma doadora compatível é muito variável, visto que algumas etnias são mais raras dependendo da região do país e da tipagem sanguínea.



Quais são as regras para a doação de óvulos?

A doação nunca terá caráter lucrativo ou comercial. Não se vendem óvulos, nem espermatozoides. Os doadores não podem conhecer a identidade dos receptores e vice-versa. Tudo é mantido em total sigilo,  a legislação não permite doação entre familiares. 
 
As clínicas especializadas mantêm, de forma permanente, um registro dos doadores, dados clínicos de caráter geral com as características fenotípicas (semelhança física) e exames laboratoriais que comprovem sua saúde física. A escolha de doadores baseia-se na semelhança física, imunológica e à máxima compatibilidade entre doador e receptor (tipo sanguíneo, etc.).
 


Fontes:

IPGO
CRHC


O que é endometrioma?


O endometrioma é um tipo de cisto no ovário, também é conhecido como cisto de chocolate, mais frequente nas mulheres com endometriose.


O endometrioma de ovário é consequência da endometriose no ovário, ele se forma por meio das células da parede do útero que se soltam e se prendem nos ovários. Estes cistos respondem ao estimulo hormonal do ciclo menstrual e crescem produzindo vários pequenos cistos que podem ocupar e ate mesmo substituir o tecido ovariano!

Estes endometriomas são preenchidos por um líquido semelhante a chocolate derretido. Caso esse cisto se rompa, o líquido pode se espalhar pelo órgãos da pelve e pode causar aderências neles e fortes dores.

Ele não interfere na qualidade dos óvulos, porém pode atrapalhar no desenvolvimento folicular e na ovulação.



Quais os sintomas da doença?

* Dor pélvica
* Cólicas fortes no período menstrual
* Dor durante as relação sexual
* Infertilidade



Como é feito o diagnostico?

* Pode ser feito por exame físico
* Exame de sangue: O CA125 pode ser feito para diagnostico de câncer nos ovários, da endometriose e também do endometrioma.
* Exames por imagem: Pode ser diagnosticado através da ultrassom pélvica e também por meio de uma ressonância magnética da pelve.



Como é feito o tratamento?

O tratamento do endometrioma depende da gravidade dos sintomas e do tamanho do cisto. Ele pode ser feito com o uso de remédios hormonais ( uso de análogos do GnRH, Zoladexou cirurgia (Videolaparoscopia), sendo esta mais indicada para os cistos com mais de 3 cm.




Endometrioma e Gravidez

O endometrioma pode dificultar a gravidez porque pode afetar o ciclo menstrual, reduzindo a maturação dos folículos e o número de óvulos. Após a cirurgia, para retirada do endometrioma, as chances de gravidez aumentam, mas por vezes é necessária a fertilização in-vitro.



Obs.:  O endometrioma não é câncer e existe uma probabilidade muito baixa de se transformar num câncer. No entanto, o endometrioma grave pode voltar a aparecer.



Fontes:

* GAPENDI
* Tua saúde


A ressonância magnética é um exame que obtém imagens dos órgãos em alta definição, através da utilização do campo magnético. É capaz de captar as imagens em qualquer plano: axial (horizontal), sagital (observa imagens de forma simétrica do lado direito e esquerdo) ou coronal (divide o corpo em partes, anterior e posterior), sem o paciente precisar se mover.

Estes exames de imagens tem se mostrado bastante eficazes no diagnóstico da endometriose, também pode-se avaliar os ovários, útero e lesões que possam estar presentes na pelve. 



Como o exame é realizado? E quanto tempo dura?

Durante o procedimento a paciente fica deitada, imóvel durante todo o exame. O exame pode durar de 20 a 30 minutos. Não causa dores, mais pode ser desconfortável, pois a paciente fica muito tempo imóvel.
Pode ser feito em qualquer dia do ciclo, ate porque as lesões de endometriose são crônicas em qualquer período do ciclo. Porém, é bom evitar o período menstrual, por conta das cólicas e dores.
O exame pode ser realizado sem problemas em pacientes virgens.



Do que se trata o protocolo de  endometriose para este exame?

Para a pesquisa da endometriose, deve-se seguir um protocolo de procedimentos, que consiste em realizar um prévio preparo intestinal e o uso de gel vaginal, que é colocado minutos antes do exame. Pode também ser utilizado o contraste.
A recomendação para o  preparo intestinal segue porque quando o intestino não está limpo, os gases e conteúdos fecais, podem atrapalhar nas imagens.  A utilização do gel vaginal serve para facilitar a visualização da vagina.



Como foi a minha experiência do fazer o exame?

Fiz o exame no 5º do ciclo, estava apenas com uma borrinha, tirei toda a minha roupa e coloquei a roupa da clinica, tirei relógio, brincos e aliança, ela me mandou  esvaziar a bexiga e injetar 2 seringas com gel na vagina minutos antes do exame.
Não senti incomodo nenhum quanto a realização do exame, só é chato pois tem que ficar imóvel por um longo tempo. O exame durou uns 20 minutos, não senti dor alguma, o meu foi realizado com a utilização de contraste.



Vídeo de como é feito o exame:


   

Fonte:
Eu tenho endometriose