A ovulação é a liberação de um óvulo maduro (óvulo) a partir do folículo ovariano. Cada ciclo menstrual, vários folículos ovarianos começam a amadurecer e desenvolver-se sob a influência de hormônios hipofisários. Normalmente, apenas um folículo se desenvolve plenamente. Enquanto os outros folículos recuam, este folículo dominante produz um óvulo que será lançado e que pode ser fertilizado. O folículo em crescimento secreta quantidades crescentes do hormônio estrogênio. Após a produção de estrogênio de pico, há um aumento do hormônio luteinizante (LH). O pico de LH provoca a liberação do óvulo maduro de seu folículo. Esta é a ovulação.


O que acontece após a ovulação?

Uma vez que ovulou, o óvulo é captado por uma das trompas de falópio e começa a viajar para o útero na trompa de Falópio. Isto é onde a fertilização, se é para acontecer, tem lugar. O folículo que liberou o óvulo torna-se conhecido como o corpo lúteo após a ovulação e começa a secretar o hormônio de indução de calor, a progesterona.
A vida útil do óvulo após a ovulação é apenas 12-24 horas, talvez até menos. A fertilização deve ocorrer dentro deste prazo. Após este período, o ovo começa a degenerar e não é mais capaz de ser fertilizado. Esta parece ser uma janela de tempo muito curto para a concepção acontecer. No entanto, os espermatozoides depositados antes da ovulação pode sobreviver no trato reprodutivo feminino por alguns dias, então os poucos dias antes da ovulação ocorre também são considerados dias férteis.
 
 
Ovulação e as fases do ciclo: A ovulação é o caso em que define as fases do ciclo menstrual. A fase antes da ovulação, quando os folículos ovarianos estão se desenvolvendo, é chamada a fase folicular. A fase depois da ovulação é chamada fase lútea. A duração da fase folicular pode variar, mas a duração da fase lútea é geralmente constante de ciclo para ciclo para a mesma mulher, durando 10-16 dias. Quando os ciclos são irregulares, geralmente é porque a ovulação ocorreu mais cedo ou mais tarde que o habitual. Saber quando a ovulação ocorreu permite que você veja se a relação sexual foi muito oportuna para a concepção e permite determinar o comprimento da fase lútea. Conhecendo o seu comprimento da fase lútea lhe diz quando esperar seu período ou de um resultado positivo do teste de gravidez.
Quando é que a ovulação ocorre?
Ovulação tem lugar, em média, cerca de duas semanas antes do seu período, embora possa variar de 10-16 dias antes do início da menstruação, dependendo do comprimento do seu fase lútea. Durante um ciclo de "média" de 28 dias, a ovulação é geralmente prevista para acontecer entre os dias 13-15 do ciclo. Com base nessa diretriz, muitas mulheres são ensinados a esperar a ovulação por volta do dia 14 do seu ciclo menstrual. Muitas mulheres, no entanto, não têm ciclos médios e até mesmo aqueles que costumam fazer pode ver irregularidades ao longo do tempo.
Um ciclo menstrual normal pode ser em qualquer lugar de 21 a 35 dias de acordo com a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva. Algumas mulheres sequer notam ciclos que são mais curtos ou mais longos do que isso. Ovulação, então, pode ocorrer muito mais cedo ou mais tarde do que orientações típicas sugerem. Por exemplo, a ovulação pode ocorrer no dia 23 do ciclo durante um ciclo que é de 35 dias de duração para uma mulher com uma fase de 12 dias, enquanto lútea da ovulação, pode ocorrer no dia 10 do ciclo para uma mulher com um ciclo de dia 24 e um comprimento de fase 14 dias lútea . Esta variação entre as mulheres e de ciclo para ciclo significa que não há realmente nenhuma simples "one-size-fits-all" fórmula matemática para calcular a sua data de ovulação sem observar seus sinais de fertilidade. No entanto, é possível aprender a identificar a sua própria data de ovulação e sinais férteis, examinando os seus sinais de fertilidade.
Detecção da Ovulação Sua data de ovulação e seu tempo de pico de fertilidade pode ser detectado por traçar seus sinais de fertilidade. Isto é porque os nossos corpos produzem sinais que podem alertar-nos que a ovulação está se aproximando e diga-nos quando a ovulação já passou. Sinais de fertilidade que indicam que os níveis de estrogênio são altos e ovulação está se aproximando (e fertilidade é alta) incluem observar cada vez mais elástico e "ovo" fluido cervical e observar o colo do útero, macio de alta e aberta. Dispositivos comerciais, tais como kits de ovulação previsão (OPKs) e monitores de fertilidade também pode nos dizer que a ovulação se aproxima através da medição da presença de estrogênio ou hormônio luteinizante (LH) na urina. Traçando a sua temperatura corporal basal (BBT) permite identificar o dia da ovulação e diz-lhe quando a ovulação já passou porque a progesterona aumenta a temperatura corporal basal após a ovulação.
 
 


Mesmo sem entender, mesmo sem entender
Eu confio em Ti, mesmo sem entender .
Eu sei que é o melhor pra mim, mesmo sem entender

Deus, mesmo que eu não consiga entender
E queira tudo do meu jeito
Eu até choro, e as vezes até chego a dizer:
Por que é que tem que ser tão difícil pra mim?
Parece que é difícil só pra mim.

Eu sei, seus pensamentos são mais altos que os meus,
O teu caminho é melhor do que o meu,
Tua visão vai além do que eu vejo,
O Senhor sabe exatamente o que é melhor pra mim
E mesmo que eu não entenda o seu caminho, eu confio.

E, Deus, porque sou tão pequenino assim
Vou ficar quietinho aqui no seu colo
Esperando o tempo certo de tudo
Porque eu sei que vais cuidar de mim
E o Seu melhor está por vir
Eu sei que é o melhor pra mim
Mesmo sem entender, mesmo sem entender
Mesmo sem entender, eu confio em Ti
Mesmo sem entender, eu sei que é o melhor pra mim
Mesmo sem entender.

 
"Mas eu, quando estiver com medo, confiarei em Ti"
Salmos 56:3
 
Creia que o Senhor tem o melhor pra você... Os sonhos mais lindos e perfeitos, escritos pelos dedos dEle!!  Apenas creia e confie.



Todas as tardes saio com alguns amigos para correr. Nos divertimos muito, porque sempre acontece alguma coisa engraçada que nos faz rir bastante. Mas um dia desses, enquanto corríamos, aproveitando que eu estava um pouco mais a frente, comecei a observar tudo ao meu redor. Fazia uma tarde linda, uma paisagem belíssima com direito a montanhas, mato verdinho e pássaros voando sobre uma lagoa. Já dá pra imaginar como esse cenário inspira à reflexão. Então me veio essa pergunta: Por que é tão difícil esperar?

Estou vivendo um momento de espera. Tenho muitos planos e sonhos mas não sei se esses são o que Deus quer pra mim. Tem certos momentos que esperar se torna algo muito complicado e difícil de se fazer.

Não sei se você já notou o quanto somos imediatistas, queremos que as soluções para nossos problemas aconteçam o mais rápido possível, desde uma simples espera em uma fila de super mercado, banco ou refeitório do colégio á uma espera mais profunda, aquela da alma, que tem haver com nossos sonhos e aspirações.

O certo é que esperar é realmente muito difícil, isso não tem como negar. Talvez você, assim como eu, esteja passando por situação semelhante e se encontre impaciente, pensando até que essa espera está sendo algo em vão. Mas já dizia Guimarães Rosa que “esperar é um atoa muito ativo”. É claro que não devemos nos acomodar diante dos desafios da vida, que devemos lutar pelo que almejamos. Tudo isso é muito certo e necessário. No entanto, há momentos que essa luta é vã e acaba atrapalhando e impedindo que atinjamos nossos ideais tão almejados.

Muita das vezes por causa de nossa auto-suficiência, queremos lutar com nossas próprias forças, achando que não precisamos de Deus para ter sucesso em nossas realizações. Isso é muito perigoso, pois sem Ele nada somos e nada podemos fazer.

Mas o que faz mesmo esperar é porque eu sei que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável pra mim.

E esperar se torna difícil quando não confiamos n’Ele. Mas diz o salmo 37,5: “Confia ao Senhor a tua sorte, espera n’Ele e Ele agirá. É uma ordem: Confia! E também uma promessa: Ele agirá.
Portanto, se você está cansado de esperar, convido-o a colocar em prática esse versículo. Confie e espere no Senhor. Estou fazendo isso e posso testemunhar que mesmo sendo difícil o tempo de espera, tudo é mais fácil quando contamos com os cuidados e as consolações de Deus.

Converse com Ele, reconheça sua impotência diante da situação que te angustia, entregue-se em suas mãos, não tenha medo de colocar sua confiança n’Ele, você não irá se decepcionar. Tudo tem um tempo certo para acontecer. Deus está no controle de tudo, vê sua luta, colhe suas lágrimas… nada passa despercebido aos seus olhos, nem mesmo um sentimento seja qual for. Deixe-se cuidar por Aquele que tudo sabe, tudo vê e tudo pode realizar. Espere no Senhor, Ele tem sempre o melhor para nós.

Deus abençoe


Fonte: Canção Nova


FSH - Abreviatura inglesa de hormônio folículo-estimulante. Atua nos folículos ovarianos, promovendo seu crescimento e proporcionando um meio adequado ao desenvolvimento dos óvulos (oócitos). A dosagem de FSH no sangue, feita entre o primeiro e o quinto dia do ciclo menstrual, tem relação com a quantidade de folículos (e também de óvulos) que existem nos ovários: quando esta quantidade é pequena, o valor de FSH é alto. Desta forma, para a reprodução, é melhor que o FSH tenha concentração plasmática baixa. A concentração de FSH no sangue tende a aumentar com a idade, sendo muito alta na menopausa.

LH - Abreviatura inglesa de hormônio luteinizante. Este hormônio, também produzido na hipófise, como o FSH, atua principalmente na iniciação do mecanismo de ovulação. Quando o LH aumenta no sangue (o que ocorre aproximadamente no meio do ciclo menstrual, perto do 14º dia), o folículo se rompe e libera o óvulo, que pode ser capturado pela tuba (trompa). Se a concentração de LH no sangue for muito alta, pode ocorrer dificuldade de crescimento dos folículos e maturação dos óvulos, levando a infertilidade por falha na ovulação.

E2 - Abreviatura de estradiol, hormônio produzido pelos folículos ovarianos e que determina as características sexuais femininas. Quando o FSH induz o crescimento dos folículos, estes produzem quantidades cada vez maiores de estradiol. Quando existem poucos folículos ou seu funcionamento não é adequado, a quantidade de estradiol no sangue se torna baixa, o que acarreta uma redução das características sexuais femininas. Isto ocorre na menopausa, e pode ser tratado através da reposição hormonal com estradiol.


PROLACTINA - é secretada pela hipófise (como o FSH e o LH) e tem papel importante durante a lactação. Algumas vezes, sua concentração no sangue aumenta muito, o que acaba por produzir alterações na secreção de FSH e LH, prejudicando o crescimento dos foliculos e trazendo a infertilidade como consequencia. Frequentemente tumores da hipófise aumentam a prolactina no sangue, o que também ocorre quando existem alterações na secreção de hormônios da tireóide.

HORMÔNIO ANTI-MÜLLERIANO - produzido pelos ovários, é indicador indireto do potencial dos folículos ovarianos.

PROGESTERONA - produzida pelo folículo ovariano após a ovulação (chamado, então, de corpo lúteo), prepara o endométrio uterino para a implantação do embrião.





É uma má formação uterina, existe uma membrana dividindo o útero em dois lados, O útero bicorno podem ter tamanhos diferentes nos seus lados, ou seja, pode ter um lado grande e um pequeno, os dois grandes, os dois pequenos!  Em muitos casos esse útero acaba ficando em um formato parecido com o de coração, e assim pode dificultar e até mesmo impedir que a gravidez aconteça. O útero septado é uma das derivações do útero bicorno, mas ele é mais simples, apenas possui uma camada interna que o divide em 2 e não é separado como o útero bicorno.

Também podem ser totalmente ou parcialmente funcionais.
Essa malformação pode ser observada através de exames clínicos, ultra-sonográficos ou radiológicos.
Essa é uma alteração congênita e relativamente comum. É causa freqüente de abortamento gestacional, pela falta de capacidade de distensão uterina na evolução gestacional.
Existem situações de pacientes que apresentam o útero bicorno, porém, com uma boa evolução da gravidez. Apresenta duas cavidades diferentes. Em alguns casos uma cavidade é menor e outra maior e a gravidez geralmente se desenvolve na cavidade maior não comprometendo a gestação.
Existem casos que é recomendado uma cirurgia pra recompor as duas cavidades em uma só para prevenir problemas durante a gravidez, uso de DIU, menstruação, etc.
No que se refere ao sucesso da gravidez no caso de útero bicorno, vai depender de como é a má-formação e o estado da parede muscular do útero, mas é totalmente possível engravidar. Contudo, realizar um acompanhamento pré-natal adequado é fundamental, porque há maior risco de trabalho de parto prematuro e abortamento.


Para que o diagnóstico diferencial entre útero septado e bicorno seja feito, estão mais indicados os seguintes exames: ressonância magnética ou a associação de histeroscopia com video-lapararoscopia. O diagnóstico de útero infantil geralmente pode ser feito apenas com ultra-som. Como você foi submetida a uma video-laparoscopia e o útero foi avaliado como sendo normal , sugere que você possa ter útero septado.


Porque ocorre abortamento com o útero bicorno? Por que o útero bicorno tem uma capacidade muito limitada para esticar, e veja, se o zigoto se fixar em um lado muito pequeno do útero bicorno, a gravidez fatalmente não irá a diante. Mas se a gravidez ocorre no lado maior do útero bicorno, a gravidez vai a diante sem problemas desde que bem acompanhada por um especialista. Para diagnosticar o útero bicorno são necessários exames de imagem como ultrassom e ressonância magnética.


Existe tratamento para o útero bicorno e é cirurgico, ela resolve 99% dos casos e é muito indicada para quem quer engravidar. Então meninas, se você foi diagnosticada com útero bicorno, não perca tempo, veja com seu médico a possibilidade de fazer a correção para uma gravidez sem riscos e sem a preocupação de em que lado o bebê irá se fixar.


Fontes:
Trocando Fraldas
Engravidar com Saúde