Marilyn Monroe

No livro Menstruação, a Sangria Inútil, ed. Gente, uma das teses levantadas é que a atriz Marilyn Monroe teria morrido por causa de uma endometriose, que lhe causava dores atrozes e a impedia de ter uma vida sexual prazerosa.
Daí, o abuso de narcóticos que a levaram a uma overdose.

Fonte: Revista Crescer



Marilia Gabriela

Outra famosa que aparece é a jornalista Marília Gabriela. Ela comenta que as técnicas de Elsimar Coutinho lhe permitiram deixar de ser uma desequilibrada sofredora de TPM, para se tornar uma alegre e saudável mulher que não menstrua e é senhora do próprio corpo.

Fonte: Revista Crescer



Malu Mader

Trechos da Entrevista de Malu Mader á Rosane Queiroz, para a Revista Marie Claire:

MC: Você teve problemas para engravidar. Como foi?

MM Foi doloroso. Eu tinha dentro de mim a mítica da mulher fértil,parideira, porque desde pequena o que mais queria era ter filho. O Tony já tinha a Nina (hoje com 19 anos, filha da Arquiteta Ana Paula Bellotto), eu achava ele fofo com ela, era exatamente o pai que sonhei para meus filhos. Por conta da demora para engravidar , fiz exames e descobri o tumor.

MC Depois da Cirurgia teve de fazer tratamento?

MM Eu tive Endometriose, tive de tomar algumas injeções para não menstruar, mas, quando ia tentar engravidar, descobri que uma pessoa de minha família estava com câncer.
Voltei no mesmíssimo hospital e foi mais duro ainda. Fiquei fragilizada, cansada daquilo com pavor de médico.

Fonte: Revista Marie Claire



   Ana Paula Padrão

... Silvio Santos, dono e chefão do SBT, já lhe havia feito outros convites. Desta vez, depois de meses de negociação, conseguiu convencê-la. Além de oferecer um ótimo contrato, disse exatamente o que ela queria ouvir. "Expliquei a ele que não poderia aceitar o convite porque estava tentando engravidar", conta.

"Ele me respondeu: pois engravide, a coisa mais importante na vida de uma mulher é ser mãe."
Ana Paula foi casada com o jornalista Marcelo Netto e deixou os planos de ter filhos para priorizar a carreira.
Agora, vive o segundo casamento com o consultor financeiro Walter Mundell, 51 anos, separado e pai de um rapaz de 16. Atrás do sonho da maternidade, que mantém vivo aos 39 anos, ela passou recentemente por experiências difíceis. Descobriu que a causa de sua infertilidade é a endometriose, uma doença na qual fragmentos do tecido que reveste o útero migram para outros órgãos.
Em 2003, iniciou um tratamento doloroso, tomando injeções na barriga em horários precisos (às vezes, minutos antes de entrar no ar) para estimular a ovulação.
Submeteu-se ainda a uma cirurgia, com anestesia geral, para que tivesse seus óvulos retirados e fertilizados. Fez quatro tentativas frustradas e, nesse meio-tempo, engravidou naturalmente. Na correria do Jornal da Globo, sofreu um aborto natural depois de oito semanas.

"Liguei avisando que tinha perdido o bebê e não iria trabalhar. No dia seguinte, já estavam me procurando para saber quando eu voltaria", lembra ela, sem segurar as lágrimas. "Aquilo não era vida..."

Fonte: Revista Veja


 

Adriana Esteves

...Em qualquer assunto, Adriana encontrava uma maneira de falar do filho. 'Ele me disse que essa guerra do Iraque era feia e que estava bolando um jeito de fazer eles pararem de brigar', conta encantada.

Tanto encantamento faz Adriana acreditar que seu filho foi um milagre. 'Tentei engravidar por quase quatro anos. Fui operada de um cisto no ovário e logo depois tive uma endometriose, fiquei desesperada com a idéia de não conseguir ter filhos. Já estávamos pensando em adotar, quando fizemos um viagem e decidimos que nosso filho poderia vir do coração. Voltei grávida. E tive certeza que aquela gravidez era um milagre
mesmo', conta emocionada...

Fonte: Revista Criativa



Ana Hickman

Para Ana a decisão de suspender a menstruação aconteceu há 6 anos e também foi um alívio. “Sempre tive problemas com cólicas menstruais horríveis e devido a minha profissão não podia me dar ao luxo de abrir mão de trabalhos. Foi por este motivo que me submeti ao tratamento. Não houve nenhuma alteração na minha forma física, porém o humor, por não sofrer com as terríveis dores, ficou excelente”.


Fiquem atentas aos sintomas!!!










Deixe um comentário