A endometriose é uma doença que acomete cerca de 15% das mulheres em todo o mundo em idade reprodutiva que consiste na presença de células endometriais em locais fora do útero (Endométrio: Camada interna do útero que é renovada mensalmente pela menstruação), diminuindo a sua qualidade de vida e é também conhecida como a doença da mulher moderna.  A endometriose não tem cura!

Especialistas que cuidam de mulheres portadoras da endometriose se deparam com pessoas cansadas, tristes, deprimidas e frágeis pela dor que enfrentam.

Segundo especialistas, a endometriose é uma doença evolutiva.



Causas da endometriose:

Durante a menstruação células endometriais, que reveste internamente o útero, sejam enviadas pelas trompas para dentro da cavidade peritoneal. Alguns pesquisadores dizem ser uma doença genética, outros sugerem como uma doença do sistema de defesa do corpo. Mas a única certeza que temos é que sofremos da endometriose e ponto!




Onde se localiza a endometriose:

Os locais mais comuns da endometriose são: Ovários, Fundo de saco de Douglas (atrás do útero), área entre o útero e  o reto, trompas, entre a vagina e o reto, bexiga, peritônio pélvico.

Os locais menos comum da endometriose são: Intestino, diafragma, parede abdominal.


Alguns sintomas:

Os principais sintomas são: DOR e INFERTILIDADE.




Cerca de 20% das mulheres têm apenas dor, 60% têm dor e infertilidade e 20% tem apenas a infertilidade.

A dor da endometriose pode parecer uma cólica menstrual intensa (87% dos casos), ou dor abdominal/pélvica durante à relação sexual (55% dos casos). As dores surgem de repente, trazendo transtorno físico, mental e social.

Sintomas intestinais, como diarreia, sangramentos fora do normal, dor ou/e sangramento ao urinar.



Como diagnosticar??

Geralmente o ginecologista suspeita da endometriose em casos de infertilidade sem explicações. A confirmação da doença é feita através da VIDEOLAPAROSCOPIA com ou sem biópsia.

VIDEOLAPAROSCOPIA: Técnica cirúrgica minimamento invasica realizada por auxílio de uma endocâmara no abdômen.



Tratamentos:

O tratamento varia de acordo com a necessidade de cada uma das pacientes (o desejo de engravidar, a intensidade dos sintomas e a idade da paciente).

Atenção especial deve ser dada para a paciente que quer engravidar, provavelmente ela será encaminhada para um 'Centro de Reprodução Humana' antes da dá início ao tratamento. Pode ser feito uma cirúrgia e depois um tratamento hormonal.

O tratamento cirúrgico é feito pela videolaparoscopia, onde os focos de endometriose são destruídos por um laser ou bisturi elétrico.

O tratamento clínico podem ser usados para aquelas mulheres que não pretedem engravidar, podem ser feitos com injetáveis ou pílula anticoncepcionais.

No entanto, algumas mulheres portadoras da endometriose não conseguem engravidar, então recorrem a Inseminação Artificial ou a Fertilização in Vitro.






Deixe um comentário